8.5.09

Espiadinha nos parlamentares em exercício no Brasil

Descobri um site chamado "Excelências" da ONG Transparência Brasil. Tá que eu sempre gostaria de algo mais, não sei se vídeos constrangedores, entre João Kleber e Felina, mas também é possível que só textos sejam suficientes para nos darem informações "divertidas" sobre os nossos queridos filhos-das-mamães-mais-sapequinhas-do-pedaço que estão em exercício seja nas Casas legislativas federais e estaduais, seja nas Câmaras Municipais das capitais brasileiras.
O que importa é que são 2.368 políticos completamente disponíveis para “uma espiadinha”. Todos os dados são obtidos através de fontes públicas, as próprias Casas legislativas, o Tribunal Superior Eleitoral, tribunais estaduais e superiores, tribunais de contas, etc., e também por outros projetos mantidos pela ONG Transparência Brasil, como o Às Claras e o Deu no Jornal (noticiário sobre corrupção).
Gente, eu sei que a mulher Melão desceu até o chão outro dia (mas as mulheres frutas fazem outra coisa?) e que acabou mostrando a calcinha (opa! Que novidade, alguém usando isso!), e que o filho da Claudia Leite estava hospitalizado e que ela recebeu uma mensagem de Deus dizendo que era para levá-lo ao hospital. Mas só pra exemplificar a delicinha que pode ser espiar políticos, eu entrei na página do José Sarney (foi difícil escolher o primeiro) e pude constar que (por ordem de aparição):

1) Ele é sócio do Sistema Mirante de Comunicações, que inclui jornais e concessões de rádio e televisão no Maranhão.
2) Teria usado carros oficiais durante sua campanha em 2006, o que é vedado pela lei eleitoral (Folha de S. Paulo, 27.set.2006).
3) Teria resgatado suas aplicações no Banco Santos na véspera da intervenção do Banco Central naquela instituição. O senador é amigo pessoal de Edemar Cid Ferreira, proprietário do Banco Santos à época (O Estado de S. Paulo, 19.nov.2004; Gazeta do Povo, 20.nov.2004).
4) A Polícia Federal investiga saques em dinheiro no valor de R$ 3,5 milhões ligados a empresas do senador período eleitoral de 2006. O Ministério Público Federal também apura o caso (Folha de S. Paulo, 09.jan.2008).

Gastou em serviços que podem ser de contratação de consultorias, assessorias, pesquisas, trabalhos técnicos e outros serviços de apoio ao exercício do mandato parlamentar R$77.400,00 em 2008 e R$11.800,00 em 2009 (oi! Só estamos em maio!)

Bom, chega porque tem muito mais lá, com links e tudo mais.
O endereço: http://www.excelencias.org.br/

9 comentários:

  1. Ótima dica!!!
    Eu já tinha dado uma espiada nesse site...
    É impressionante como NADA é feito contra esses caras...

    ResponderExcluir
  2. Jesus apaga a luz, tranca a porta e joga a chave fora!

    ResponderExcluir
  3. Patricia dos Santos9 de maio de 2009 23:01

    Muita raiva disso tudo! Mas é isso aí gente, não dá pra não se informar!!

    ResponderExcluir
  4. Tenho raiva dos nossos políticos...

    ResponderExcluir
  5. Bando de filhos da puta!

    ResponderExcluir
  6. Esse site é muito completo mesmo.

    ResponderExcluir